Resposta ao "Cair no Espírito".

Não há nenhum argumento que satisfaça tal “prática” ou “nova unção” na Bíblia.
Deus nos quer de pé e não no chão, segundo Ez 2.1 que diz: “E DISSE-ME: Filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo”, Ez 11.1 “ENTÃO me levantou o Espírito, e me levou à porta oriental da casa do SENHOR, a qual olha para o oriente; e eis que estavam à entrada da porta vinte e cinco homens; e no meio deles vi a Jaazanias, filho de Azur, e a Pelatias, filho de Benaia, príncipes do povo”, Mc 10.49 “E Jesus, parando, disse que o chamassem; e chamaram o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, que ele te chama” e Ef 5.14 “Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá”. Analise e reflita qual a posição que Deus deseja!
Em oposição a essas afirmações, quem gosta de lançar as pessoas no chão é o Diabo, segundo Mc 9.17-27:
“Um homem, no meio da multidão, respondeu: “Mestre, eu te trouxe o meu filho, que está com um espírito que o impede de falar. Onde quer que o apanhe, joga-o no chão. Ele espuma pela boca, range os dentes e fica rígido.
Pedi aos teus discípulos que expulsassem o espírito, mas eles não conseguiram”.
Respondeu Jesus: “Ó geração incrédula, até quando estarei com vocês? Até quando terei que suportá-los?
Tragam-me o menino”.
Então, eles o trouxeram. Quando o espírito viu Jesus, imediatamente causou uma convulsão no menino. Este caiu no chão e começou a rolar, espumando pela boca.
Jesus perguntou ao pai do menino: “Há quanto tempo ele está assim?”
“Desde a infância”, respondeu ele. “Muitas vezes esse espírito o tem lançado no fogo e na água para matá-lo.
Mas, se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos.”
“Se podes?”, disse Jesus. “Tudo é possível àquele que crê.”
Imediatamente o pai do menino exclamou: “Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade!”
Quando Jesus viu que uma multidão estava se ajuntando, repreendeu o espírito imundo, dizendo: “Espírito mudo e surdo, eu ordeno que o deixe e nunca mais entre nele”.
O espírito gritou, agitou-o violentamente e saiu. O menino ficou como morto, ao ponto de muitos dizerem:
“Ele morreu”. Mas Jesus tomou-o pela mão e o levantou, e ele ficou em pé”
E Lc 4.35 “E Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te, e sai dele. E o demônio, lançando-o por terra no meio do povo, saiu dele sem lhe fazer mal”.
Jesus e seus apóstolos nunca impuseram as mãos sobre as pessoas para levá-las ao chão.
Ainda mais, Paulo nos diz em 1ª Co 11.1 “SEDE meus imitadores, como também eu de Cristo”, se ele não fez isso, por que ele imitava a Cristo e não fazia esta "prática" de soprar para nas pessoas para caírem ao chão, significando que Cristo não tinha esta "prática", por que nós vamos fazer?
Que Deus tenha misericórdia de nós e nos abra a mente para sua palavra, pois, disse Deus “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento” (Os 4.6).
Deus abençoe.
Grato Franklin.
Revisão de texto: Irmão e Profº. Fabiano Eduardo.

3 comentários:

Anônimo 31/03/2008 17:03  

nao concocordei com voce e logico seu amado irmao Silvio

Franklin de Almeida Salles. 02/04/2008 06:50  

A Paz do Senhor Irmão Silvio!

Respeito a opinião do irmão, mas o irmão parou para ler os versículos que, não eu mas a Bíblia, diz a respeito desse assunto?
Muitos por não estudarem a Bíblia, vão por experiências de pessoas que se dizem "cheias do Espirito Santo", e não o são, e não pelo que a Bíblia nos diz.
Por tanto, devemos examinar o que a Palavra de Deus nos diz e não ir por inverdades religiosas!

grato Teólogo Franklin

Miriã Soares 27/05/2009 19:51  

Devemos examinar esses modismos a luz da Palavra... hoje, alguns cristãos acreditam mais em experiencias que na Biblia.