Modelo de Liderança com Amor Segundo 1ª Coríntios 13. (4ª Parte)

A liderança baseada no amor não se ensoberbece (gr. φυσιοῦται, phusioutai).

Segundo o dicionário Houaiss, ensoberbecer é: “fazer ficar ou ficar soberbo (altura de algo que é superior a outro), vaidoso (que ou quem deseja ter reconhecidos seus próprios dotes e méritos físicos ou intelectuais), ensoberbar(-se), orgulhar(-se)”.

O líder que não tem amor é uma pessoa soberba, vaidosa e orgulhosa não no sentido de sentir prazer nos feitos das outras pessoas, mais sim de se engrandecer por cima dos outros! A pessoa que não é soberba, não vê a importância que ela tem, mais vê a importância que as outras têm. O soberbo procura sempre se sobre sair em relação aos outros, ele não procura fazer sem prevalecer por cima das pessoas, mais sim em demonstrar que ele é o melhor de todos.

Algo simples e básico nunca esta em seu coração, pois, ele sempre vai querer o destaque. Temos visto que a competitividade, assunto já abordado em artigo anterior com este mesmo tema, esta impregnado nos corações das pessoas tanto quem serve a Deus e de quem não O serve. Dentro de nossas Igrejas vemos pessoas se vangloriando de seus atos. Vemos lideres dizerem que “se não fosse ele...”, “se ele não estivesse lá...”, “precisou dele para acontecer tal feito”, “se ele não fizer parece que...”, esses homens se ensoberbeceram de tal maneira que Deus acaba sendo um mero fator para os acontecimentos na Igreja!

JOHNSON (2008) nos traz que “isto não implica que nós sempre temos que fazer o que os outros desejam, mas o que nós gostaríamos de ter feito a nós mesmos se nós fôssemos colocados na condição deles/delas e eles em nosso”.

JAMIESON, FAUSSET e BROWN (2008), nos dizem que a sensação precisa da máxima se refere melhor a bom senso isso no tratar as pessoas.

Nós, segundo HENRY (2008), não podemos esperar receber coisas boas de Deus, se nós não fazemos coisas justas, e que é honrado, e adorável, e de bom relatório entre homens. Preste atenção, “entre os homens” e não “aos homens”.

Não temos que ficar engrandecendo nenhum homem mais sim Deus, é o nome do Senhor que tem que ser engrandecido, como aconteceu em Éfeso, quando um homem que estava com um espírito maligno afugentou os sete filhos de Ceva, por exorcizarem espíritos malignos, dizendo: “Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega”. A resposta foi imediata do espírito maligno: “A Jesus conheço, e sei quem é Paulo; mas vós, quem sois? Então o homem, no qual estava o espírito maligno, saltando sobre eles, apoderou-se de dois e prevaleceu contra eles, de modo que, nus e feridos, fugiram daquela casa” (At 19.13-17). Qual foi o motivo de tudo isso? Foi por que eles tentavam fazer os milagres que Paulo fazia, pois Deus o usava! Isso não seria inveja?

Quando vemos o líder ser vaidoso, ou seja, quando ele deseja ter reconhecidos seus próprios dotes e méritos físicos ou intelectuais, nos vemos uma Igreja de um obreiro só. É o líder que prega, o líder ensina, o líder que é o secretário, etc..., pode se perguntar mais a Igrejas que tem obreiros mas ninguém quer fazer nada e por isso p líder tem que fazer! Não posso discordar com quem pensa assim. Mas será que não é por causa desses adjetivos que estamos aqui compartilhando? Têm muitos que tem a preocupação de fazer conforme as Escrituras Sagradas falam para fazer, se apresentar aprovado diante de Deus (2ª Tm 2.15). Têm outros que só o fazem para galgar cargos ou postos na Igreja.

Muitas vezes, o obreiro, não esta sem fazer nada por que quer, mais sim, por causa de seu líder vaidoso que quer ter todo o mérito para si. O egoísmo esta latente em seu coração! Orgulhoso como tal, o líder pode estar indo por um caminho que não é o do Deus altíssimo, qual é? O pecado! CLARKE (2008) diz que:

Todo homem cujo coração está cheio do amor de Deus, está cheio de humildade, nenhum homem é tão humilde como aquele que o coração é limpo de todo o pecado. Foi dito que o pecado interior nos humilha, nunca era uma maior falsidade: Orgulho é a mesma essência de pecado.

Tenhamos cuidado para não perdemos a salvação por causa da soberba!

CONTINUA...

Referencias Bibliográficas:

HENRY, Matthew (1662 - 1714); Matthew Henry’s Commentary on the Whole Bible; org. Rick Meyers; 2008; Bíblia Digital gratuita; Versão do autor;

CLARKE, Adam, LL.D., F.S.A., (1715-1832); Adam Clarke's Commentary on the Bible; org. Rick Meyers; 2008; Bíblia Digital gratuita; Versão do autor;

JAMIESON, Robert; FAUSSET, A. R. & BROWN, David; by A Commentary on the Old and New Testaments; org. Rick Meyers; 2008; Bíblia Digital gratuita; Versão do autor;

JOHNSON, B. W.; by The People's New Testament (1891); Bíblia Digital gratuita; Versão do autor;

2 comentários:

Luciano 15/04/2010 13:50  

Para escrever de líder precisas de liderado, saiba me liderar.

Franklin de Almeida Salles. 15/04/2010 14:27  

A Paz do Senhor Luciano!

Nao entendi o que você quis dizer neste comentário - "Para escrever de lider precisas de liderado (?), saba me liderar (?)".

Expecifique melhor seu argumento!